Flor-de-EVA
Moldes em eva

O que é Eva?

Já ouvir falar sobre E.V.A?

O E.V.A. – “evêá” (Etil, Vinil e Acetato)  é uma borracha de alta tecnologia não-tóxica e usada principalmente em produção artesanal e artística.

A utilização do EVA é imensa, pois existem diversos tamanhos, espessuras e finalidades. Pode ser utilizado para decorar festas de crianças, fazer bonecos, brinquedos, lembrancinhas de casamento e muitas outras utilidades, basta ter imaginação e/ou uma boa ideia.

É bom frisar que existem diversos tipos de EVA, com durezas, densidades e cores variados, assim na hora de adquiri-los é bom saber qual será sua finalidade e o tipo de produção artística que irá desenvolver.

Dicas para utilizar o EVA?

Trazemos algumas dicas importantes para ajudar em sua produção:

  • Para riscar – Aconselhamos utilizar um lápis de ponta fina ou Tapestry 13 (agulha sem ponta), passando de leve sobre o Eva.
  • Para cortar – Os materiais mais utilizados são: estilete, tesoura, lixa (para retoques). Após ter riscado por cima do EVA com o lápis ou a agulha sem ponta, e caso for utilizar o estilete, deve-se apoiar o Eva em uma superfície lisa e dura, local que não tenha problemas em sofrer riscos (para não estragar a mesa),e no momento de cortar faça com firmeza para que o estilete não escape, pois o risco de ferimento é alto.

Veja abaixo uma das artes realizadas com E.V.A.

Flor-de-EVA desenho-em-eva

 

Caso o desenho for curvo, é aconselhado utilizar uma tesoura comum ou curva.

  • Para colar – existem duas opções mais utilizadas:

Cola quente – passe a cola no lado do EVA em que precise colar e encaixe no local que precise. O maior cuidado é com os fios de cola quente que saem do aparelho que podem te queimar, assim antes de tirar a cola pressione limpando a ponta da pistola no EVA, mas cuidado com o excesso.

Cola de contato – é a cola mais forte que possui um cheiro bem forte, assim utilize uma máscara. Passe sem exagero nas duas superfícies a serem coladas, espere secar, até não grudar mais ao encostar, junte as partes, mas junte com cuidado porque após juntadas não há como desfazer sem danificar a peça.

 Agora é com você, lembrando o que trouxemos são apenas dicas, não vetando a técnica que você desenvolver.

Bom trabalho.

Deixe seu comentário e/ou conte sua experiências. Veja também em nosso site algumas formas para você utilizar em seu trabalho.

Mande para seus amigos